Especialidade da medicina que estuda e trata as doenças relacionadas à visão, à refração e aos olhos e seus anexos. O médico oftalmologista realiza cirurgias, prescreve tratamentos e correções para os distúrbios de visão.

Posts

Doenças Oculares no Inverno

Doenças Oculares no Inverno

O inverno é a temporada dos resfriados, gripes e alergias, ou seja, das doenças respiratórias. Porém, quase não reparamos nas doenças oculares no inverno, que também são bastante comuns. Conjuntivites, alergias nos olhos e ressecamento da retina são alguns dos problemas que acometem os olhos no inverno.

Doenças Oculares no InvernoFonte: Ivona Bigmir.

Pouca gente sabe, mas a membrana que reveste o nariz internamente é muito parecida com a conjuntiva, membrana que cobre a superfície dos olhos. Sendo assim, as mesmas substâncias que reagem com a membrana do nariz também podem reagir com a membrana nos olhos, causando irritação, vermelhidão, coceira e lacrimejamento excessivo.

Outro fator importante para as desencadear as doenças oculares no inverno é o tempo frio e seco, que podem fazer com que as glândulas lacrimais produzam menos lágrimas. Dessa forma, os olhos acabam ficando muito ressecados, causando irritações e inflamação da região ocular.

 Doenças Oculares no InvernoFonte: Mass Allergy.

Além das alergias e ressecamentos oculares, o número de casos de conjuntivite também tende a ser maior no inverno. A conjuntivite pode ser alérgica, viral ou bacteriana. A conjuntivite alérgica não é transmissível e acontece quando a conjuntiva do olho fica irritada devido à alguma substância que entrou em contato com ela, causando coceira e vermelhidão.

Já as conjuntivites virais e bacterianas são transmissíveis e muito mais agressivas do que a alérgica. Seu número de contágios aumenta durante o inverno pois acabamos passando mais tempo em locais fechados. Ambas causam vermelhidão nos olhos, associada à coceira, dores e produção de secreção, e podem durar de 5 a 15 dias.

Doenças Oculares no InvernoFonte: Drugpillstore.

Ao apresentar qualquer sintoma de irritação nos olhos, é necessário procurar um oftalmologista, que poderá realizar uma série de exames e procedimentos para detectar a causa do problema. Dessa forma, a pessoa pode tentar manter-se longe do que lhe faz mal. O médico também poderá receitar algum remédio ou colírio que ajude a diminuir o incômodo nos olhos.

Algumas atitudes simples podem ajudar a prevenir as doenças oculares no inverno, como lavar as mãos e o rosto sempre que possível. Beba bastante água para manter o corpo hidratado e não partilhe nenhum objeto que entre em contato com o rosto, como maquiagens, óculos e travesseiros. Assim, você se previne e mantém sua saúde ocular em dia durante o ano todo.

A vista cansada e o uso de óculos

A Vista Cansada e o Uso de Óculos

Você começa a sentir uma certa dificuldade em ler as letrinhas de um livro a noite, antes de dormir, e logo pensa como está cansado! Ou pega o telefone para checar uma mensagem e precisa apertar os olhos e afastar o aparelho do rosto para ver o que está na sua telinha e se lembra de como o dia foi cansativo. Na verdade, este “diagnóstico” de uma rotina estressante pode estar associado a um problema de visão bem comum: a presbiopia.

Leia mais

Saúde Ocular na Menopausa

Cuidados com a Saúde Ocular na Menopausa

A menopausa é um período de mudanças na vida das mulheres e, como todas já sabem, é preciso ter cuidados especiais enquanto o corpo se adapta durante a nova fase. Alguns aspectos, porém, são pouco comentados e acabam passando despercebidos. Você sabia que a saúde ocular também pode ser afetada nessa fase? Por issso criamos um artigo sobre os Cuidados com a Saúde Ocular na Menopausa.

Saúde Ocular na Menopausa

A fase exige atenção redobrada. Foto: GettyImages| Saúde Ocular na Menopausa

Os médicos alertam que é preciso prestar atenção e intensificar os cuidados com a região dos olhos quando a mulher se aproxima da menopausa. A fase, que já é marcada por várias mudanças e intensas alterações hormonais, pode despertar também alguns problemas relacionados à visão, como vista cansada, síndrome do olho seco, sensibilidade à luz, coceira nos olhos e outros incômodos. Em casos extremos, as variações hormonais que alteram o filme lacrimal podem até mesmo levar ao aparecimento de catarata, glaucoma e presbiopia.

Saúde Ocular na Menopausa

A fase exige atenção redobrada. Foto: GettyImages| Saúde Ocular na Menopausa

 

Os sintomas são corrigidos ou minimizados com o uso de colírios, mas é preciso ficar sempre de olho em qualquer mudança e consultar um oftalmologista regularmente. Assim, você aproveita o melhor de cada fase da vida cuidando da saúde da maneira certa!

Saúde Ocular na Menopausa

A fase exige atenção redobrada. Foto: GettyImages| Saúde Ocular na Menopausa

Os oftalmologistas alertam para os Cuidados com a Saúde Ocular na Menopausa.

Fonte: SIS Saúde